21 de mar de 2014

Nas quartas de final, Osasco bate Brasília e quebra recorde

Osasco comemora ponto em mais uma vitória na Superliga feminina Foto: João Pires/Fotojump / Divulgação

Invicto, o Molico/Osasco superou o Brasília Vôlei no Ginásio José Liberatti nesta quinta-feira, pelo primeiro jogo da série de três das quartas de final da Superliga feminina. O placar de 3 sets a 0, com parciais de 21/12, 21/14 e 21/14, garantiu o 27º triunfo da equipe comandada por Luizomar de Moura e a quebra do recorde de vitórias consecutivas em uma temporada, que pertencia ao Leite Moça, no campeonato 1995/1996.
A marca foi batida justamente contra o treinador que retia o feito. Sérgio Negrão, técnico do Brasília, era o comandante do Leite Moça na temporada 1995/1996, conquistando 26 vitórias na ocasião. A oposto e capitã do Molico/Osasco, Sheilla, foi eleita a melhor da partida. As maiores pontuadoras foram Thaisa, da equipe vencedora, e Erika, ambas com 12 bolas na quadra.
O Molico/Osasco não teve dificuldades no primeiro set e fechou o marcador da etapa por 21/12. O destaque foi a sérvia Sanja Malagurski, com cinco marcações. A tônica na segunda parcial foi a mesma, e o Molico/Osasco dominou totalmente o Brasília Vôlei, contando com nove erros do time do Distrito Federal. Assim, a equipe da Grande São Paulo venceu o set por 21/14.
Molico/Osasco finalizou a partida no terceiro set, impondo o placar de 21/14 sobre o Brasília Vôlei. A maior pontuadora da parcial foi Erika, da equipe da capital federal, com oito pontos anotados.
Gazeta.Net