31 de dez de 2012

Retrô 2012_Seleção Feminina BiCampeã Olímpica

Sempre lembrarei da SFV com muita paixão da sua jornada em Londres 2012.
Depois da 1° fase insípida quando sofreu duas derrotas(USA e Coréia)e depois a superação.
Ficou muito claro para mim que o volleyball assim como o tênis a "psique" influi e influi muito; qualquer desatenção,acomodação ou falta de foco pode definir uma partida.
A toda poderosa,fria e focada Russia bebeu do seu próprio veneno; perdeu seis(6) matchpoint para o Brasil e foi eliminado da competição.Desta vez não foi o Brasil que "amarelou" como dizia as más linguas mas a poderosa Russia para o seu principal rival que é o Brasil.
Lembro tambem que a defesa brasileira estava impecável; nunca as meninas defenderam tanto deixando Gamova e Sokolova super irritadas.
Na decisão contra a disciplinada e focada seleção americana(talvez uma das maiores seleção da atualidade juntamente com Brasil)houve susto no 1°set quando Brasil perdeu por 25x11( 14 pontos de diferença); sinceramente pensei que as meninas iam perder feio da Hooker e CIA.
Mas não é que o "Campeão Voltou(canto da torcida brasileira em Londres) e conseguiu repetir a performance do jogo contra a Russia.
As americanas não acreditavam o que viam:. a bola não caia;Jaque,Fê Garay,Fabi,Dani Lins e Sheilla estavam defendendo e atacando tudo.
O final todo mundo sabe:. BiCampeão Olímpico; parece pouca coisa? Não só as melhores ganharam.

SÓ AS MELHORES DO MUNDO GANHARAM

VEJAM O QUADRO DE MEDALHAS

Russia em 1968(México),1972(Munique) e 1980(Moscou)
Cuba em 1992(Barcelona), 1996(Atlanta) e 2000(Sydney)
Japão em 1964(Toquio) e 1972(Montreal)
China em 1984(Los Angeles) e 2004(Atenas)
Brasil em 2008(China) e 2012(Londres)
Finalmente podemos afirmar com muito orgulho que o "Complexo de Vira Lata" que muitos críticos acríticos afirmavam que o Brasil tinha, foi varrido para o resto da vida.( 2 de ouro e 2 de bronze olímpicas)
Não podemos esquecer e enaltecer o trabalho do tecnico José Roberto Guimarães,que conquistou tricampeão olímpico.Em 1992(Barcelona) com o masculino e com o feminino em 2008(Pequim) e 2012(Londres)

30 de dez de 2012

"Short News" Volleyball

Luizomar de Moura exalta títulos conquistados pelo Osasco em 2012


Consolidado como um dos principais clubes do vôlei nacional, o Osasco obteve números impressionantes em 2012. Neste ano, a equipe paulista chegou ao título da Superliga feminina, Campeonato Sul-Americano, Mundial, Paulista e Jogos Abertos do Interior. Satisfeito com o trabalho, o treinador Luizomar de Moura não poupou elogios as suas comandadas e projetou novas conquistas nesta temporada.

"Todos os momentos que vivemos juntos e os títulos ficarão marcados para todos que estiveram envolvidos com o trabalho do Sollys/Nestlé. Todo esse fantástico ano de conquistas é um estímulo para seguirmos trabalhando com intensidade e comprometimento para continuarmos vencedores em 2013", exaltou.

Apesar dos títulos no primeiro semestre, o Osasco passou por mudanças para segunda metade do ano. Tandara e Hooker, destaques na campanha que garantiu o troféu da Superliga, deixaram a equipe, assim como Solange, Bia, Ju Costa, Margareth e Léia, que não tiveram seus contratos renovados. Com isto, as campeãs olímpicas Sheilla e Fernanda Garay chegaram ao time comandado por Luizomar de Moura, acompanhadas pela ponteira Gabi e a central Dani Suco.
"O ano de 2012 foi especial para o grupo de trabalho. No título da Superliga tínhamos um plantel um pouco diferente. As demais conquistas já foram com o elenco da temporada 2012/13. Foi um ano especial para todos que estiveram envolvidos, já que todo mundo abdicou de vaidades e preciosismos e priorizou a busca pelo trabalho coletivo e de resultados positivos", encerrou o técnico.

A equipe osasquence lidera a tabela de classificação da Superliga nesta temporada, com sete vitórias e uma derrota, seguida pelo Rio de Janeiro, que também perdeu apenas um jogo nesta competição. Cariocas e paulistas se enfrentam no próximo dia 11 de janeiro, às 21 horas (de Brasília), no ginásio Maracanãzinho.

Mulheres do Sesi-SP perdem e ficam com o vice na Suíça


O RC Cannes sagrou-se neste sábado o grande campeão do torneio Top Volley, disputado na Basileia (SUI). A equipe francesa venceu as brasileiras do Sesi-SP por 3 sets a 1 na decisão.
As parciais foram de 25-19, 23-25, 25-20 e 25-16, em menos de 2h de jogo. Com o resultado, o Sesi-SP volta seu foco agora para o retorno da Superliga Feminina.
A equipe paulista ocupa a quinta colocação do torneio, com 13 pontos. O próximo compromisso será no dia 11 de janeiro, em São Caetano, contra o time local.

No último jogo do ano, Canoas atropela São Bernardo no ABC Paulista

Encerrando a 9ª rodada da Superliga masculina, o São Bernardo Vôlei recebeu o Canoas no ginásio Adib Moysés Dib e foi massacrado dentro de seus domínios. Na última partida da competição em 2012, os gaúchos não tiveram dificuldades no ABC Paulista e saíram de quadra com uma vitória por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/16 e 25/22.
Em apenas 24 minutos, o time visitante conseguiu encerrar o primeiro set com 25 a 14 no placar, mesmo com início equilibrado. Liderados pelo campeão olímpico Gustavo, a equipe do Rio Grande do Sul conseguiu segurar as investidas do meio de rede Isac, abriu e administrou uma larga vantagem até o ponto final.
O roteiro se repetiu no segundo set, e as equipes não conseguiam disparar no marcador. Assim como no primeiro set, quando anotou cinco pontos, o camisa 2 Alexandre foi o principal pontuador do Canoas, dessa vez com seis, e foi o grande destaque na parcial de 25/16, finalizada em 29 minutos.
Bem diferente dos dois primeiros sets, o terceiro apresentou equilíbrio do início ao fim. Apoiados pela torcida, os jogadores do São Bernardo buscaram a reação, mas a experiência dos gaúchos acabou pesando na reta final e decidindo a partida com um 25/22, em mais de meia hora de set.
Com a vitória, o Canos chega à sexta vitória na Superliga masculina e alcança os 17 pontos na tabela de classificação, superando os paulistas do Sesi. Já o São Bernardo Vôlei amarga a sexta derrota no torneio, permanecendo com dez pontos na nona colocação.

28 de dez de 2012

Prioridades da libero Fabi:. SuperLiga e Seleção Brasileira

Depois de uma temporada marcada pela conquista do bicampeonato olímpico, a líbero Fabi, titular absoluta da Seleção Brasileira e peça fundamental na Unilever, comandada por Bernardinho, tem grandes pretensões para 2013. De olho no novo ano, a atleta projeta começar o curso de Administração de Empresas, mas sem deixar de lado o vôlei e o sonho por mais um título da Superliga.
A permanência na Seleção Brasileira também é um dos objetivos da jogadora, que quer manter o alto nível na Unilever.
"Nos próximos quatro anos, viveremos intensamente dois grandes eventos, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. O Rio vai respirar esporte. E eu pretendo participar de tudo isso diretamente.

Particularmente, tenho o desafio de testar diariamente meus limites, meu corpo. Quero estar bem para continuar na Seleção. Como quem se convoca é o próprio jogador, espero fazer uma boa temporada no clube, que é uma vitrine para estar entre as representarão o Brasil no Rio".
As pretensões da líbero não param por aí e os fãs ainda podem ser presenteados com uma publicação da jogadora. "Guardei muita coisa escrita ao longo desse tempo. A ideia ainda é embrionária, mas quero publicar um livro um dia", contou.
Fabi já comemorou a conquista de uma Superliga cinco vezes, porém continuar a sonhar com títulos no principal torneio nacional de vôlei. Ela considera a atual temporada uma das mais complicadas, mas não desamina.
"Nas primeiras rodadas do turno já não havia invictos. Osasco, atual campeão e nosso primeiro adversário após as festas de fim de ano, leva vantagem pelo elenco e pelos recentes títulos conquistados. Temos a responsabilidade de quebrar essa hegemonia e sabemos que não será nada fácil", analisou.
Em busca das vitórias, o time carioca conta com duas atletas estrangeiras, a norte-americana Logan Tom e a canadense Sarah Pavan.
"Na Unilever, estamos tendo a oportunidade de conviver com duas jogadoras estrangeiras. O carioca é um povo solícito. Tenho tentado ser assim com elas", comentou Fabi, que sempre defendeu equipes do Rio de Janeiro.

22 de dez de 2012

A mais bela jogadora da SuperLiga.Quem é?

Vasileva (Amil/Campinas) 57016 duelos vencidos

Sollys derrota Minas e fecha ano na ponta da Superliga

As jogadoras do Sollys/Nestlé desfrutarão da folga de fim de ano com a cabeça tranquila. Neste sábado, a equipe da grande São Paulo derrotou o Usiminas/Minas por 3 sets a 0, parciais de 26/24, 25/21 e 25/18, na última partida de 2012 e garantiu a liderança da Superliga feminina de vôlei.
O torneio nacional ficará paralisado para as festas de fim de ano e será retomado em 11 de janeiro, quando será realizada sua nona rodada, a última do primeiro turno.
Com a vitória deste sábado, o Sollys chega aos 20 pontos em oito jogos e garante a liderança com vantagem sobre a Unilever nos critérios de desempate. A terceira colocação é do Banana Boat/Praia Clube, com 19 pontos também em oito jogos. O Minas, por sua vez, permanece em sexto, com dez pontos somados.
Jogando em casa, o Sollys entrou em quadra pressionado pela vitória da Unilever sobre o Sesi, na noite de sexta-feira, que fez o clube carioca chegar aos 20 pontos. No primeiro set de partida, o Minas chegou a abrir boa vantagem no marcador, mas a equipe paulista conseguiu se recuperar e fechou a parcial em 26/24 e abriu vantagem.
Nos sets seguintes, a superioridade do time comandado por Luizomar de Moura ficou mais evidente e as campeãs mundiais não tiveram problemas para selar a vitória por 3 sets a 0.
No retorno das férias, o Sollys tem confronto direto pela liderança da Superliga com a Unilever, fora de casa. Já o Minas recebe o Vôlei Amil, comandado por José Roberto Guimarães.