6 de out de 2014

Motivos para acreditar que o Brasil finalmente será campeão



O Mundial de vôlei feminino inicia nesta semana sua terceira fase. Após duas semanas de disputas, apenas seis times seguem em quadra em busca do título da competição.

O Brasil, que passou para a última fase na liderança de sua chave, segue em busca do único título do vôlei que falta em sua galeria. E, até aqui, a equipe mostrou qualidades que a colocam entre as favoritas ao título.

Antes de chegar ao título, a seleção brasileira terá de passar pela terceira fase em um grupo formado por China e República Dominicana. Itália, Rússia e EUA duelam do outro lado. As duas melhores de cada chave passa para as semifinais.

Motivos para acreditar que o Brasil finalmente será campeão

Invencibilidade
O Brasil é a única seleção que não foi derrotada nesta competição. Até quando esteve com reservas, como contra EUA e Camarões, a equipe de José Roberto Guimarães saiu como vitoriosa. As americanas e as chinesas também mantiveram por longo tempo o 100%, mas caíram no último jogo da segunda fase.

TorcidaO treinador José Roberto Guimarães disse antes do começo do torneio que esperava o apoio do público italiano e ele tem acontecido durante toda a competição. Contra a Rússia, Dani Lins chegou a dizer que parecia que estava jogando no Brasil. Essa torcida só deverá diminuir em um possível duelo contra a Itália, dona da casa, que não acontecerá antes da semifinal.

AlgozA única seleção a vencer o Brasil durante o Grand Prix deste ano foi a Turquia, e a seleção turca já foi eliminada deste Mundial. Durante a primeira fase, ela também deu trabalho para o time de José Roberto Guimarães, que só conseguiu vencer no tie-break. Aliás, este jogo foi o único em que as brasileiras não ganharam os três pontos.

DefesaMuito se questiona o sistema defensivo brasileiro, mas a realidade é que Camila Brait e Jaqueline aparecem como as duas melhores neste quesito dentre as atletas que disputarão a terceira fase da competição. A líbero, que atuou em todas partidas até aqui, aparece na liderança das estatísticas da FIVB.

Time da viradaEm mais de uma oportunidade, o Brasil saiu atrás do placar, como aconteceu em jogos contra a Turquia e a Sérvia, mas mesmo assim a seleção brasileira mostrou disposição para buscar a virada e sair vitoriosa. Ante as turcas, o placar chegou a mostrar 2 a 0 contra, mas a seleção conseguiu uma boa reação.


Um dos principais problemas do Brasil no começo da competição, o bloqueio começou a funcionar. Prova disso é que a seleção possui duas das cinco melhores neste fundamento. Thaísa aparece como a melhor da competição, enquanto Fabiana é a quarta. No jogo mais temido, ante a Rússia, as duas pontuaram várias vezes neste fundamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário