11 de mai de 2014

Gamova do Dínamo Kasan atropela Osasco no Mundial de Clubes na Suiça



Molico/Osasco tentou, mas não conseguiu oferecer resistência ao Dínamo Kazan na final do Mundial de clubes feminino de vôlei, neste domingo. A equipe paulista foi derrotada pela russa por 3 sets a 0, com parciais de 25/11, 25/16, e 27/25, e acabou com a medalha de prata da competição.

Com uma defesa sólida e um sistema ofensivo muito forte, o Dínamo Kazan não deu chances ao Osasco, que jogou toda a partida atrás no marcador. O time brasileiro sofreu com erros em sua linha de recepção e pouco ameaçou a equipe russa, que conquistou o Mundial pela primeira vez.

Já Osasco fica com seu segundo vice-campeonato do torneio, já que em 2010 também chegou à decisão e foi derrotado. Na ocasião, o algoz foi Fenerbahçe (Turquia). O time comandado por Luizomar de Moura foi campeão do Mundial em 2012 e ficou com a terceira colocação em 2011, em suas quatro participações do torneio.

O destaque do triunfo do Dínamo foi a oposto russa Ekaterina Gamova, célebre por ter liderado a Rússia à vitória sobre o Brasil na final do Mundial de 2010, partida em que anotou 35 pontos. No jogo deste domingo em Zurique, ela pontuou em todos os fundamentos e chegou à marca de 24 tentos. Osasco teve em Thaísa com dez pontos apenas sua principal atleta.

O domínio do Dínamo na final do Mundial foi visto desde os primeiros pontos. Com um saque forçado, a equipe russa contou com erros do Osasco para logo no início abrir vantagem no marcador. Depois de ter 12/3 de frente, fechou a primeira parcial com tranquilidade.

Osasco tentou se reorganizar e conseguiu oferecer mais resistência ao Dínamo no segundo set, mas por alguns pontos apenas. O time russo logo voltou a dominar e fechou a parcial. No terceiro set, as europeias relaxaram, mas mesmo assim ficaram com o título sem grandes sustos.

Sesi leva o terceiro lugar

O pódio do Mundial feminino de vôlei teve duas equipes brasileiras. Na decisão do terceiro lugar, o Sesi, derrotado pelo Dínamo na semifinal, superou na preliminar deste domingo o Volero Zurique, equipe da casa, na disputa pelo bronze.

O time paulistano superou as suíças por 3 sets a 2, com parciais de 25/18, 20/25, 25/21, 23/25 e 15/13, devolvendo o resultado na fase classificatória. Na primeira partida do Mundial, Sesi e Volero se enfrentaram e a equipe de Zurique venceu por 3 sets a 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário