23 de nov de 2013

Bernardinho admite tristeza, mas ressalta: "título está nas nossas mãos"


Sidão enfrenta bloqueio russo na derrota do Brasil na Copa dos Campeões FIVB/Divulgação
A derrota da Seleção Brasileira por 3 sets a 2 neste sábado, em Tóquio, não só foi a quarta seguida sofrida para a Rússia, como também a responsável por evitar a festa pelo tetracampeonato da Copa dos Campeões de voleibol masculino com uma rodada de antecedência. Apesar disto, após a partida, o treinador Bernadinho evitou se queixar da maneira como o tropeço foi amargado e preferiu exaltar a proximidade da equipe verde e amarela em conquistar mais um título.

 "É triste perder para a Rússia, mas o título está nas nossas mãos. Continuamos na frente e temos que ganhar amanhã. Estar no lugar mais alto do pódio é a nossa intenção aqui nesse campeonato", declarou o comandante, que neste sábado, sofreu uma derrota que dói muito mais pela maneira como aconteceu, do que pelas consequências que podem acarretar na tabela de classificação. Isto porque a sua equipe esteve muito perto da vitória.

 Começou o jogo de maneira arrasadora e abriu dois sets de vantagem sobre o russos, com parciais de 25/20 e 25/22. Na terceira etapa, chegou a ter três pontos de frente, mas viu o gigante Dmitriy Muserskiy brilhar e liderar a virada, para fechar em 25/21. O quarto e quintos sets, por sua vez, foram completamente dominados pelos europeus, que não tiveram nenhuma dificuldade para encerrar a partida com 25/17 e 15/9.
"A Rússia teve méritos, mas foi um jogo bem jogado. Serve como lição. Fizemos dois sets espetaculares, o terceiro foi igual até o final e as mexidas deles surtiram efeito", concluiu Bernardinho, que foi acompanhado pelo oposto Wallace - maior pontuador do Brasil com 21 acertos: "Óbvio que a derrota dói, mas temos a oportunidade de chegar ao primeiro lugar amanhã (domingo) e vamos buscar esse resultado", declarou o oposto. Além de impedir o tetracampeonato da Copa dos Campeões, a derrota deste sábado aumentou o jejum dos comandados de Bernardinho diante da Rússia.

Agora, são quatro tropeços seguidos para a seleção do leste europeu no período de um ano.Três deles, aliás, em momentos decisivos (além do desta manhã, o da final olímpica de 2012, em Londres, e o da decisão da Liga Mundial de 2013, em Mar del Plata). A Seleção Brasileira volta à quadra pela Copa dos Campeões neste domingo, às 01h10 (de Brasília), diante da Itália, em confronto válido pela última rodada do torneio. O selecionado verde e amarelo precisa de uma vitória simples para garantir o título, que, por outro lado, irá se transformar em vice-campeonato em caso de derrota sem tie-break.

Nenhum comentário:

Postar um comentário