21 de jul de 2012

Camila Brait e Natália chegam juntas ao embarque para Londres disputando a mesma vaga

A seleção feminina de vôlei embarca para a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres na noite deste sábado. O técnico José Roberto Guimarães vai levar 13 atletas, apesar de poder inscrever somente 12. O último corte será feito em Londres, e a vaga é disputada entre Camila Brait e Natália.
As duas atletas são muito amigas, e chegaram juntas ao Aeroporto Internacional de Guarulhos.
Natália é a favorita para ficar com a vaga, mas tem que se recuperar de uma lesão que fez com que ela operasse a canela e tivesse que ficar quase um ano parada.
Caso a recuperação não se confirme, Camila será a escolhida.
“O tempo sem jogar não interfere na escolha de quem vai ficar com a vaga. A vontade de disputar as Olimpíadas é muito maior do que isso”, aposta Natália, que ainda diz que a decisão de José Roberto Guimarães não deixará ressentimentos: “Somos muito amigas e a escolha não vai deixar ressentimentos. Quem for, pode fazer uma réplica da medalha e entregar para a outra”.
“A gente está convivendo muito, mas evita falar sobre vôlei, até para não tocar no assunto”, revela Camila Brait. “Dá um pouco de medo viajar e ser cortada em Londres, mas Deus sabe o que faz”.
Natália tem 23 anos e atua como ponta no Unilever/Rio de Janeiro. Camila Brait também tem 23 anos, e é líbero do Sollys/Osasco. As duas atletas, que nunca disputaram as Olimpíadas, embarcam junto com a delegação brasileira para o Rio de Janeiro, onde se juntarão à líbero Fabi e à levantadora Fernandinha antes de irem para Londres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário