1 de ago de 2012

Depois da 2° derrota seleção feminina de volei se complica

Uma derrota avassaladora deve ligar de vez o sinal de alerta na seleção de vôlei feminino. Depois de uma vitória claudicante na estreia e uma derrota esperada para os Estados Unidos, o time de José Roberto Guimarães caiu feio diante da Coreia do Sul, nesta quarta-feira.
Com 3 sets a 0 (25-23, 25-21 e 25-21), as asiáticas mostraram a fragilidade da equipe verde-amarela, que agora corre sérios riscos de não passar à fase seguinte.
"A gente tem de acreditar. Enquanto tiver chance, temos de ir atrás e tentar representar bem o país, vestir essa camisa", disse Fabi.
No momento, o Brasil ocupa a quinta colocação do grupo B, em que apenas os quatro melhores times se classificam, com só dois pontos.
A equipe deve disputar a última vaga com a Sérvia, última sem nenhum ponto, e a Turquia, que é quarta e tem quatro. Jaqueline, Paula Pequeno e companhia precisam vencer China e a própria Sérvia e torcer contra a Turquia para poderem avançar.
A queda na primeira fase está longe de ser um cenário impossível, até pelo que tem jogado a equipe. Contra a Coreia, o Brasil foi mal no bloqueio (fez só oito pontos, quando sua média é 15) e, principalmente, no ataque. Ao todo, foram 47 bolas no chão de 110 tentativas.
Paula Pequeno esteve especialmente mal, errou todos os ataques e só fez um ponto de bloqueio. Além disso, o time ainda sofreu com o saque rival.
Foi a primeira derrota para o time asiático em nove anos. O último revés no confronto havia sido em 2003, pelo Grand Prix daquela temporada, quando Zé Roberto ainda nem comandava o time.

Nenhum comentário:

Postar um comentário