22 de jul de 2013

Fomos dominados por uma equipe melhor", diz Bernardinho

Na noite deste domingo, a Seleção Brasileira voltou a sofrer nas mãos da Rússia e acabou desperdiçando a chance de conquistar o seu décimo título da Liga Mundial. Reconhecendo que fizeram uma partida abaixo do esperado, o técnico do Brasil e os jogadores reconheceram que o adversário foi bem superior.

A queda da Seleção foi, de certa forma, vexatória, já que a Rússia liquidou o duelo decisivo em apenas três sets, aplicando 25/23, 25/19 e 25/19. E Bernardinho reconheceu que a derrota por esse placar foi uma surpresa.

"Não esperava. Eles jogaram muito bem, não soubemos aproveitar", disse o técnico após a partida, em entrevista ao Sportv.
"Temos que ter um pouco de calma com alguns jogadores que estão chegando agora. Uma expectativa muito grande foi criada, mas é natural, a primeira final. E eles jogaram muito bem. É fato. Sacaram bem, defenderam bem. Mas é um processo de construção.

As comparações são exageradas e prematuras. São jogadores de muito talento, que mereceram chegar, mas realmente fomos dominados por uma equipe melhor do que nós nos fundamentos. Mas há de se reconhecer o mérito deles. Precisamos de consistência", destacou o comandante. "Eles souberam nos marcar, dominaram, abriram frente e é complicado jogar com eles estando atrás", admitiu.

E se Bernardinho falou que a seleção russa foi melhor, o mesmo fez seu filho, Bruno Resende. O levantador também exaltou os méritos do adversário e não escondeu a frustração.

"Normal não (a derrota), pois a gente não esperava. Queríamos o título. Mas temos que reconhecer que eles foram superiores. Quando deixa abrir (a Rússia) vantagem, fica difícil, pois forçam o saque e crescem no jogo. Foi o que aconteceu", observou. "É preciso ter paciência. Estamos buscando entrosamento, é um grupo novo. Temos que aprender com derrota. Saímos de cabeça erguida, mas frustrados, porque poderíamos ter feito um pouco melhor", declarou Bruninho.

Lucarelli, maior pontuador do Brasil na final, com oito pontos, também comentou os erros do time. Para o ponteiro, a Seleção tem que tirar lições dessa derrota.

"Nós erramos bolas que não precisava. Tomara que a gente corrija os erros, amadureça com tudo o que fizemos de ruim", falou. Perdemos a cabeça em certos momentos, e isso não pode acontecer", concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário